Vendas: (11) 3511-0400

Você sabe que perguntas deve fazer antes de reformar sua empilhadeira?

Você sabe que perguntas deve fazer antes de reformar  sua empilhadeira?

Sabemos que no momento de trocar ou reformar um equipamento algumas dúvidas podem surgir. Para te ajudar nessa hora listamos algumas perguntas que você deve fazer antes de reformar sua empilhadeira:

1. Quanto tempo o equipamento tem de uso?

Equipamentos com mais tempo de uso podem apresentar desgastes mais profundos, no entanto, é necessária a avaliação de um profissional para identificar esses desgastes e avaliar se a reforma é ou não vantajosa.

2. Qual o orçamento disponível para esse processo?

Em alguns casos, o valor disponível para frota de equipamentos não é suficiente para efetuar a compra de um modelo novo, nesses casos, a reforma pode ser uma solução eficiente e com menor custo.

3. O equipamento precisa de manutenções frequentes?

Quando a empilhadeira precisa constantemente de manutenções corretivas é um sinal de que pode haver algum dano mais profundo, nesses casos é importante parar o equipamento para uma manutenção mais completa como a reforma, que irá fazer uma inspeção de desgastes do equipamento em sua totalidade.

4. Os desgastes do equipamento são superficiais ou já atingiram níveis estruturais?

Quando os desgastes da empilhadeira atingem seus níveis estruturais, como o chassi e o mastro, o mais indicado seria a troca do equipamento, pois o capital destinado para esse processo será maior do que uma reforma comum.

5. A empilhadeira ainda atende as exigências da operação, ou há necessidade de um equipamento mais moderno?

Em alguns casos, o equipamento já está na operação por muitos anos, podendo já ter se tornado obsoleto e não atender completamente as novas exigências que podem surgir junto a mudanças de operação da empresa e exigências de mercado. Nesses casos, a troca do equipamento pode ser uma opção mais eficiente.

A reforma é indicada quando a manutenção corretiva se torna frequente, mas seus defeitos não atingem a estrutura do equipamento, como o chassi, ou em momentos com poucos recursos para realizar a troca, pois promove a extensão da vida útil do equipamento.

Ficou com alguma dúvida? Comenta aqui que vamos te ajudar.

Outros posts

©2021 - Todos os direitos reservados criação e desenvolvimento - Agência Chleba - Tecnologia e Comunicação para Transformação Digital